Lucro real e lucro presumido: conheça as diferenças!

A decisão de qual regime tributário escolher é uma das principais dúvidas de grande parte dos empreendedores. Como essa é uma escolha que não pode ser alterada no decorrer do ano fiscal, é fundamental conhecer as vantagens e desvantagens do lucro real e lucro presumido para não se arrepender mais tarde.

Neste post, esclareceremos as principais diferenças entre lucro real e lucro presumido, de modo que o empreendedor fique atento e saiba escolher o regime de tributação mais adequado para seu negócio. Continue a leitura e saiba mais!

O que é o Lucro Presumido?

O lucro presumido é destinado a empresas que têm um faturamento anual de até R$ 78 milhões. Normalmente, grandes empresas como bancos comerciais e de investimentos, ou empresas de arrendamento mercantil e seguradoras, se encaixam nesse grupo de tributação.

O lucro presumido é uma forma mais simples depois do Simples Nacional. A tributação é tabelada de acordo com o percentual legalmente estabelecido sobre a receita de vendas, independentemente da apuração do lucro. Vale destacar que varia de acordo com a atividade executada.

IRPJ e CSLL no Lucro Presumido

A principal característica do lucro presumido é a forma simplificada de determinação da base de cálculo do Imposto de Renda Pessoa Jurídica (IRPJ) e da Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL).

Dependendo do tipo de atividade realizada, a Receita Federal estabelece uma alíquota, que determina qual o percentual de lucro sobre cada atividade.

Por exemplo, empresas comerciais e industriais, com exceção de algumas atividades, o lucro presumido é de 8% para a tributação do IRPJ e de 12% para a tributação da CSLL, ambos levando em consideração o valor da nota fiscal. Já no caso de empresas prestadoras de serviços, presume-se um lucro de 32% para a tributação do IRPJ e CSLL.

Além disso, não podemos esquecer do PIS e COFINS, que no caso do lucro presumido serão cumulativos. Ou seja, as alíquotas de 0,65% e 3%, respectivamente, sobre a receita, não gerando o benefício de crédito tributário, assim como ocorre com o lucro real.

O que é o lucro real?

O lucro real é uma modalidade de regime tributário que pode ser escolhido por qualquer empresa. É um regime fiscal que utiliza como base de cálculo o lucro líquido de um determinado período de competência.

O lucro real pode ser dividido em duas opções. Na primeira, é possível solicitar o lucro real trimestral, no qual os tributos deverão ser recolhidos nos dias 31 de março, 30 de junho, 30 de setembro e 31 de dezembro de cada ano-calendário.

Já a segunda opção diz respeito ao lucro anual, no qual é necessário realizar uma estimativa mensal e, ao final do ano, verificar se realmente houve lucro para então realizar o recolhimento dos tributos devidos ao Governo.

IRPJ e CSLL no Lucro Real

O sistema de pagamento adotado pelo regime de lucro real é de não cumulativo. Isso significa que, apesar dos tributos serem maiores quando comparados ao lucro presumido — 1,65% para PIS e 7,6% para COFINS —, existe a possibilidade de descontar do valor apurado os créditos tributários obtidos nas vendas.

Quais são as diferenças entre lucro real e lucro presumido?

De maneira simples e direta, podemos dizer que o lucro real nada mais é do que um lucro efetivo. Já o lucro presumido, é um lucro baseado em presunções.

Assim, no lucro real, apura-se o lucro e aplica-se a alíquota. Já no presumido, presume-se o lucro e aplica-se a alíquota, mesmo que não haja lucro.

Conhecer as diferenças entre lucro real e lucro presumido é fundamental para que o empreendedor saiba a realidade do seu negócio. Para isso, é fundamental contar com um bom planejamento e ajuda de profissionais especializados.

Agora que está por dentro das diferenças entre lucro real e lucro presumido, assine a nossa newsletter e receba conteúdos como este diretamente no seu e-mail!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.