Controle patrimonial: o que é e qual a sua importância?

Administrar uma empresa é um desafio que exige conhecimento e experiência de mercado. Isso mostra que além de desenvolver uma gestão das finanças, cortar gastos e melhorar processos, um gestor precisa conhecer todas as diretrizes do seu negócio, a começar por alguns termos importantes, como controle patrimonial.

Você sabe o que são ativos? Já ouviu falar sobre gestão patrimonial? Se você está à frente dos negócios, conhecer algumas palavras do dicionário empresarial faz toda a diferença para conquistar o mercado! Por isso, vamos esclarecer o que você precisa saber sobre controle do patrimônio. Acompanhe!

O que é controle patrimonial?

Você gerencia o patrimônio da sua empresa? Se a resposta é sim, saiba que você faz nada mais que o controle patrimonial dos seus negócios. Em poucas palavras, essa atividade se baseia no gerenciamento de ativos, sejam eles tangíveis ou intangíveis. 

No mais, o seu objetivo é justamente atender todas as necessidades que fazem parte da gestão de uma empresa. Por isso, trata-se de um procedimento que exige prestação de contas, sendo necessário emitir registros com demonstrações contábeis referente às movimentações realizadas.

Qual a diferença entre ativo fixo e circulante?

Quando falamos em controle patrimonial é impossível não usar a expressão “ativos”, que são basicamente todos os bens e direitos que uma empresa tem, incluindo os recursos que posteriormente serão transformados em benefícios econômicos.

No entanto, não podemos considerar qualquer aplicação um ativo, pelo contrário. Em primeiro lugar, um ativo precisa pertencer à empresa, ter valor monetário e oferecer lucros ao longo do tempo. Além disso, os ativos podem ser tangíveis (aquilo que tocamos) e intangíveis (não existe fisicamente) e são classificados em duas categorias.

Ativo fixo

Tudo o que pode ser transformado em dinheiro em determinado tempo, seja tangível ou intangível, é um ativo fixo, como patentes, móveis, máquinas, veículos e demais recursos de uma empresa.

Ativo circulante

Ao contrário do fixo, o ativo circulante é de alta liquidez e está sempre em movimento constante. Como exemplo, podemos citar as contas bancárias empresariais e duplicatas de clientes.

Qual a importância do controle patrimonial?

Gerenciar uma empresa corretamente é uma responsabilidade que apenas traz benefícios, com o controle patrimonial não é diferente. Além de fornecer relatórios importantes e estratégicos, essa atividade ajuda a contabilizar todos os custos, possíveis erros, otimiza os processos, realiza projeções de caixas e, até mesmo, relata o valor total da empresa, caso ela seja vendida ou negociada, por exemplo.

Quais cuidados se deve ter?

Por ser um processo que visa cumprir questões legais, o controle patrimonial é uma atividade que também determina alguns cuidados que não podem passar despercebidos. 

Classificar as contas corretamente, desenvolver um manual de procedimentos e normas, e atualizar o anual de controle são alguns deles. Contar com a ajuda de um escritório de contabilidade também é outro fator que pode contribuir muito.

Como visto, é preciso ficar atento ao controle patrimonial, já que a ineficiência na gestão da empresa pode gerar vários problemas para o empreendimento. Além de comprometer a visão do próprio negócio, não sendo possível saber o momento financeiro atual, a falta desse controle pode afetar os lucros da organização ao longo do tempo, pois um simples cálculo errado é suficiente para aumentar as despesas com impostos, entre outros danos.

Está pronto para colocar as nossas dicas em prática e manter o controle patrimonial eficiente? Esperamos que sim! Então, continue acompanhando os nossos conteúdos, seguindo nossa página do Facebook!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.