Conheça os principais riscos da venda sem nota fiscal

Você faz parte do grupo de empresários que tem o hábito de realizar venda sem nota fiscal? Alguns administradores desconhecem as principais regras contábeis que fundamentam uma boa gestão empresarial e financeira de uma empresa.

Para cada operação envolvendo mercadoria (venda, consignado, devolução e troca) existe uma nota fiscal correspondente. Porém, vemos que, no ímpeto de fugir dos encargos que uma nota fiscal de venda gera, alguns gestores optam por realizar a venda sem nota.

Contudo, precisamos alertar os empresários do perigo que seu negócio corre quando opera no mercado sem os devidos registros de venda. Para exemplificar melhor esse cenário, elaboramos um conteúdo para mostrar quais são os principais riscos que você corre ao realizar uma venda sem nota fiscal. Ficou interessado? Então, acompanhe!

Motivos para não realizar uma venda sem nota fiscal

Como dito anteriormente, são vários os argumentos contra a venda sem nota fiscal. A seguir, separamos os motivos mais importantes.

É contra a lei

A nota fiscal eletrônica é um documento que permite que o governo recolha os tributos sobre as transações de venda e compra, isto é, sem a nota fiscal não tem como estabelecer o acompanhamento e o recolhimento dos impostos devidos.

A lei vigente 8137/1990 é bem clara quando diz que é obrigação das empresas emitir a nota fiscal, ou documento similar, referente a venda de produtos.

Quer dizer que, se a lei não for cumprida, sua empresa pode ser punida com medidas penais por conta da ausência da nota fiscal.

Pode gerar sanções

Ter suas mercadorias apreendidas é um dos grandes riscos que a empresa corre quando opta por realizar venda sem nota fiscal. Da mesma maneira, os estabelecimentos que transportam produtos sem o registro de compra/venda adequado também estão sujeitos a apreensão dos itens e multa pelo descumprimento da legislação.

Ou seja, a empresa concebe um prejuízo que pode ser bem maior do que o valor da venda. É um risco que não vale a pena.

Prejudica os dados financeiros da empresa

Não se engane. Os danos de vender sem nota fiscal vão além dos que descrevemos acima. O prejuízo pode ser bem maior e pode ocasionar no encerramento do seu empreendimento.

Ao realizar operações sem comprovação fiscal, sua empresa deixa de fazer o registro correto das entradas e saídas (venda e compra). Automaticamente, a contabilização da sua empresa passa ser feita de maneira indevida, com faturamento que não corresponde a realidade.

Com isso, se você precisar de um empréstimo ou financiamento PJ, não terá como comprovar a receita real do seu negócio e desse modo pode perder oportunidades financeiras interessantes.

Outra questão é que a administração da empresa fica mais complicada, uma vez que os relatórios que são gerados estarão sempre incorretos. Dessa maneira, todas as decisões serão tomadas sem fundamentação real, o que dificulta a expansão e a prosperidade do negócio.

A importância da nota fiscal de venda

A organização dos documentos fiscais é a principal engrenagem para qualquer estabelecimento que deseja ter sucesso. Os documentos, recebidos e enviados via XML, podem gerar tributos, mas, em contrapartida, evitam problemas graves com órgão importantes, como Receita Federal do Brasil (RFB) e Secretaria da Fazenda.

O ideal é que as empresas procurem um escritório de contabilidade especializado em assessoria fiscal. Assim, é mais fácil garantir que o controle de notas fiscais da empresa será feito de forma eficiente e legítima.

Gostou das dicas sobre os riscos da venda sem nota fiscal? Se deseja aprimorar seus conhecimentos sobre as questões que envolvem a área fiscal de uma empresa, leia também o nosso post que explica a emissão de notas fiscais e quem pode emitir.

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.